A psicologia da procrastinação
17/08/2015
Realização de si
18/08/2015
Exibir tudo

Um dos propósitos dos psicólogos é promover o bem-estar emocional – tão essencial e raro de se observar na vida quotidiana na sua plenitude. Mas bem-estar emocional é um conceito amplo e, por vezes, vago. Neste post, descrevo alguns pilares importantes que estão por traz desse conceito.

1) Equilíbrio emocional. Quando estamos equilibrados emocionalmente, nos sentimos vivos e tranquilos: os sentimentos emergem na medida para nos sentirmos com energia e que a vida tem sentido. Quando há desequilíbrio, podemos ou nos sentir excessivamente estimulados e fora do controle (caos), ou com muito pouca estimulação (rigidez/depressão). Frente às turbulências da vida, ter equilíbrio emocional significa manter a clareza da situação e o foco necessários para lidar com o que vem de dentro e com o que vem de fora.

2) Comunicação em sintonia. Quando entramos em sintonia com os outros, nós permitimos que nosso próprio estado interior mude para ressoar com o estado mental do outro. Isso possibilita olhar com os olhos dos outros, percebendo suas intenções e o que os eventos significam para eles. Entrar em sintonia com os outros está no centro de relacionamentos significativos, porque nos faz sentir proximidade e conexão.

3) Flexibilidade ao responder. Ter a habilidade de pausar antes de responder é um componente importante da inteligência emocional, e, como consequência, do bem-estar emocional. Dar o tempo necessário entre o que você recebe do mundo e o que você vai devolver, permite que consideremos várias opções de resposta e evita reações impulsivas e desadaptadas, que podem causar problemas e confusão.

4) Insight. Perceber o nosso próprio estado mental no aqui e agora: conectar no presente o passado e a visão antecipada do futuro. Isso permite experienciar nós mesmos como o centro de gravidade de nossa própria existência e como autores de nossa história de vida.

5) Consciência moral. Pensar e se comportar no sentido de promover o bem-estar social maior. Aquele que tem o hábito de agir reativamente visando a necessidade imediata de sobrevivência, ou impondo condições e consequências insensatas sem considerar o que é certo ou errado à luz do bem-estar social maior, se comporta de forma desadaptada socialmente, o que prejudica seu bem-estar emocional, porque o desconecta dos outros.

6) Intuição. Ter acesso à sabedoria do corpo, porque ele nos oferece substrato para a percepção de qual é a melhor opção ou escolha. As nossas escolhas dependem não só de processos lógicos, mas também desses processos ilógicos que provêm de nossas vísceras.

Como você pode perceber, bem-estar emocional está ligado ao modo como nos relacionamos com nós mesmos e com os outros. Ter essas referências nos ajuda a identificar lacunas e aquilo que precisamos desenvolver. Como psicólogo, ajudo as pessoas a desenvolverem uma ou mais dessas competências listadas.

 

*Referências tiradas do livro “Mindsight” (2010) de Daniel Siegel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Assine nossa Newsletter

 

Contato

Dados do mapa
Dados cartográficos ©2015 Google
Dados do mapaDados cartográficos ©2015 Google
Dados cartográficos ©2015 Google