Sobre a qualidade dos relacionamentos
23/04/2017
Prisão & Liberdade
01/08/2017
Exibir tudo

Nas relações interpessoais, algumas pessoas ficam passivas e não expressam o que as incomoda, seja por uma crítica que receberam, por alguma injustiça, ou pela presença de um problema que não se resolve. Isso deixa a pessoa chateada e frustrada, e esses sentimentos acabam sendo expressos de maneira indireta, com ações que envolvem chatear o outro, atacar e defender-se. Assim, a violência na comunicação se apresenta de forma implícita ou explícita.

Essa atitude passiva ocorre porque o próprio indivíduo tem crenças que a faz ter medo do conflito, e, portanto, a evitá-lo e tentar falsear ou diminuir o problema (“jogar para baixo do tapete”). Algumas crenças de pessoas com fobia do conflito envolvem:.

Alguma coisa terrível irá acontecer se eu expressar meus sentimentos negativos de maneira aberta, gentil e respeitosa, ou discordar de alguém que eu me importo;.

Aqueles que se amam nunca devem argumentar, discordar, ou ficar bravos um com o outro;.

Sou essencialmente uma pessoa boa, então os sentimentos ruins não devem existir ou devem ser reprimidos, fingindo que eles não estão lá.

Claro, algumas pessoas amam um conflito, e não hesitam em entrar em um assim que aparecem, fazendo ataques, sendo frio, e ameaçando o outro, o que, naturalmente, piora ainda mais a relação. Esse estilo agressivo de comunicação é tema para um outro texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Assine nossa Newsletter

 

Contato

Dados do mapa
Dados cartográficos ©2015 Google
Dados do mapaDados cartográficos ©2015 Google
Dados cartográficos ©2015 Google